Somos mulheres goianas produzindo arte fora do eixo

para tirar você da caixa.

 

#somotodaspandoras

coletivo de mulheres criadoras de artes cênicas

GOIÂNIA_2020

IMG-20200711-WA0040 (1).jpg
A visita de Chico-236.jpg
A visita de Chico-143.jpg

É a Pandora por traz da Palhaça Malagueta. Também é atriz de teatro e cinema, pesquisadora, dramaturga, produtora, diretora, entre outras funções. É doutoranda em Artes da Cena pela UNB, com pesquisa sobre dramaturgias de palhaças . Iniciou-se no teatro em 2003, no Grupo Guará. Desde 2013, atua como palhaça. Alguns de seus mestres palhaços foram: Pepe Nuñez (Esp), Márcio Libar (RJ), Mauro Braga (Campinas), Miquéias Paz (BSB), Sue Morrison (Can), Jango Edwards (EUA), Pepa Plana (Esp), Adelvane Néia (SP), Fran Marinho (SP), entre outros. A artista já atuou em mais de 20 espetáculos como atriz." LEIA MAIS

É a Pandora por traz da Pastrana e diretora d´A Visita de Chico. É bacharela em Artes Cênicas e Mestre em Performances Culturais pela UFG. Iniciou-se no teatro atuando, em 1993 e nos anos 2000 passou a integrar a Cia de Teatro Nu Escuro. Iniciou os estudos como bonequeira em 2002, com mestres e mestras como: Grupo Giramundo, Pigmalião e Duda Paiva. Atuou sob direção de Hugo Rodas no espetáculo Memória Roubada, e na caixa de Lambe Lambe Pastrana, sob a direção de Anibal Pacha. É diretora de vários espetáculos, da minissérie Vila Mariote e do Festival do Boneco. LEIA MAIS

É a Pandora por traz da Soldara, protagonista do espetáculo A Visita de Chico. É bacharela em Direção de Arte pela UFG, artista cênica e artista educadora. Trabalou em companhias como a Pinne Magique, Corpo Circense Basileu França, Gelb Zirkus e Cia. Em 2017 se assumiu palhaça, Soldara. Teve como mestras Andrea Macera (SP), Adelvane Néia (SP), Michele Silveira (SC), Pepa Plana (Cataluña), entre outres.  É coordenadora e professora do Curso de Artes Circenses do ITEGO em Artes Basileu França. Dedica seus estudos e pesquisas em equipamentos aéreos, contorção e comicidade. LEIA MAIS

 

o projeto

Criado originalmente com o nome "Pastrana recebe A Visita de Chico", o projeto de circulação nacional de circo e teatro do Coletivo Pandoras., usa a comicidade como meio de troca sobre o universo feminino,como arma contra os tabus e como forma de resistir à subjetivação da mulher.

Entre os dias 05 de setembro e 28 de novembro de 2020 realizaremos 13 exibições online, seguidas de um ciclo de debates, através de uma rede de parceiros e apoiadores locais em GO, TO, MS e BA.

Esse projeto foi contemplado pelo Edital de Fomento ao circo do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goias 2018

 

equipe

Comunicação_249.jpg

Empresa de comunicação e inovação em projetos culturais, com sede em Minas Gerais, responsável pela adaptação do projeto de circulação para modalidade virtual e estratégias de comunicação.

IMG_20190720_103802726%20(2)_edited.jpg
11265569_960823167282817_419643445468731
WhatsApp Image 2020-08-13 at 10.29.01.jp
WhatsApp Image 2020-08-07 at 09.35.17.jp
ernesto.jpeg

Produtora audiovisual  com sede em Palmas, Tocantins, correalizadora do projeto e responsável pela realização da adaptação dos espetáculos originais para circulação online

ricardo.jpeg
WhatsApp Image 2020-08-07 at 09.42.06.jp

Erika Mariano - direção

Ernesto Rheinboldt / fotografia

Ricardo Nogueira - direção de arte

Alan Alves - animação

Aluísio Cavalcante - coordenação

Luisa Ritter - social media

Paulo Ronter - design

Jéssica Balbino - ass. imprensa

Esse projeto foi contemplado pelo Edital de Fomento ao circo do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goias 2018